O portal Conjur acaba de publicar um texto baseado em recente palestra do ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal – STF. Com o título: “Estado brasileiro joga todo mundo para a marginalidade, afirma Dias Toffoli”, trata-se de uma visão que recomenda maior transparência em canais de comunicação para resolver os problemas nacionais de forma clara e eficiente.

“O Estado brasileiro se tornou tão autorreferente e tão burocrático que hoje “joga todo mundo para a marginalidade”. Para reverter esse quadro, na visão do ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, é preciso investir em transparência e em canais de comunicação para resolver os problemas de forma clara e eficiente.

De acordo com o ministro, a grande revolução que o país precisa fazer é acabar com a noção de que as relações entre o Estado e as empresas são sempre espúrias. O resultado disso, diz ele, são ordenadores de gastos sem coragem de fazer seus trabalhos, prefeitos que suspendem obras porque há suspeita de ilegalidade na gestão anterior e a sociedade que fica sem estradas, pontes, hospitais etc. “A obra para, e ninguém responsabiliza ninguém”, disse o ministro durante o seminário “O interesse público e as novas relações entre Estado e empresas”, organizado pela ConJur em 26 de novembro.”

Veja o texto completo publicado pelo portal Conjur