Desabafo do professor de Jornalismo, Valdir José Cruz

Sou incompetente…

Como professor, dizem que fui um doutrinador de esquerda…

Nas salas de aula, dizem que fui mais socialista que professor…

Nos ensinamentos, dizem que meus exemplos flertavam mais com o marxismo do que com a neutralidade da escola sem partido.

No meu jeito de ser, dizem que estava mais para um guerrilheiro comuna do que para um educador no sistema capitalista.

Por isso falhei.
E feio.

Minha página no “facebook” é a prova viva da minha incompetência.

Meus ex-alunos mais ativos nas postagens e nas contestações a minhas posições são apoiadores do Bolsonaro.

Alguns, nem parecem ter sido meus alunos, e, sim, discípulos, de Olavo de Carvalho desde criancinhas.

Falhei. E feio. Não consegui fazer a cabeça de ninguém.

Talvez seu eu citasse mais Alexandre Frota, Roberto Campos e Olavo de Carvalho e menos Adorno, Marcuse, Engels e Paulo Freire tivesse obtido, pelo vazio e falta de sentido de vida dos primeiros, o resultado almejado.

Por isso minhas desculpas…

Esse pequeno exemplo, com resultados práticos, desmascara a falácia da escola sem partido…

Valdir José Cruz – Professor de Jornalismo