O Partido dos Trabalhadores protesta contra a exoneração do juiz Sérgio Moro, programada para esta segunda-feira, dia 19/11.

Os deputados Paulo Pimenta (PT-RS), da foto, e os deputados Wadih Damous (PT-RJ) e Paulo Teixeira (PT-SP) dizem que Moro não poderia ter sido exonerado porque há processos administrativos disciplinares contra ele no Conselho Nacional de Justiça – CNJ.

Tanto é assim que Pimenta protocolou uma ação pedindo a anulação da exoneração de Moro. De acordo com o artigo 27 da resolução 135/2011 do próprio Conselho, um juiz processado por razões disciplinares não poderia ser afastado do cargo.