O cara que escreveu isso estava muito maluco e ficou muito engraçado. O item nove é o máximo. Estou repassando para você comparar se alguém se enquadra no perfil. É importante fazer chegar a essa pessoa. São dicas rápidas para você aprender a não ferrar com outros motoristas que sabem dirigir, no trânsito caótico de Curitiba:

1. No semáforo, deixe a droga da primeira marcha engatada e quando o sinal abrir arranque. Não espere que o motorista de trás tenha que buzinar.

2. Quando outro motorista ligar a seta avisando que precisa entrar na pista que você está, deixe de ser filho da outra e dê passagem. Certamente vai acontecer com você um dia e aí vai ficar fulo (a) e histérico (a) se o outro não ceder.

3. Se você não sabe fazer baliza, tenha humildade e procure uma vaga mais fácil ao invés de ficar atrapalhando a vida de quem está com pressa. Ah! Se você não gosta da droga do seu carro, problema seu. Isso não quer dizer que os outros motoristas acham legal que fiquem dando totó nos seus carros para estacionar.

4. Deixe de ser cavalo e aprenda que se a porcaria da placa do radar diz 60 km/h, são 60 de verdade e não 20 disfarçado, seu burraldo!

5. A vida anda muito corrida, por isso, se você gosta de passear pelas vias a 30 km/h, faça isso às 5h da manhã, babaca do catzo!

6. E por falar em passear, tem os vagabundos donos de rua que não saem da pista da esquerda e teimam andar a 20 km/h numa pista de 80 km/h. Se você vir alguém no seu retrovisor querendo passar, pode ser uma mala filho de uma quenga, ou uma emergência. Como você não é a Mãe Diná não te cairão as pernas se deixar o apressadinho passar.

7. Que tal dar sinal de que vai entrar em alguma rua se você percebe que tem algum motorista esperando sua importante escolha?

8. Se o seu namorado vai te deixar na frente do shopping, deixem as preliminares para um local apropriado. Certamente não será a última vez que você vai vê-lo, portanto, dê tchau e suma do carro, cacete!

9. Essa é pra você, frustrado sexualmente que adora botar a bunda numa moto barulhenta do cacete: Por que você não bota a orelha na droga do escapamento aberto e acelera? Todo mundo sabe que o barulho da sua moto é proporcional ao seu trato com as mulheres, Mané. Isso serve também para os idiotas que andam com aquela “m” de som alto, disparando alarmes por onde passam, e o pior é que esses filhos de quengas não tem gosto para música, só ouvem aquele batidão do inferno. Esses idiotas são tão burros que depois de certo tempo vão ficar todos surdos! Porque não instala um alto falante no traseiro e põe o volume no último.

10. Nossa! Um acidente! Será que machucou alguém conhecido? Qual é, nunca viu uma droga de uma lanterna quebrada? Então anda logo seu gay, que você não precisa ficar olhando com cara de otário pra ver a desgraça dos outros, ou qualquer coisinha que acontece no trânsito e andando como se estivesse num cortejo fúnebre.

11. Outra coisa que irrita são aqueles malditos que geralmente desfilam com uma piranha do lado e param o carro na vaga de idoso ou de deficiente. Isso porque tem duas pernas e um rabo funcionando. Merecia uma surra pra realmente precisar estacionar ali. Então, mesmo na pressa, deixa de ser Mané e vai procurar tua vaga, otário de uma figa!

12. Especial para nossos amigos da Polícia Militar e do DETRAN: se é horário de movimento intenso, que tal escolher um local apropriado para parar a droga da viatura e não fazer todo mundo andar a 40 km/h prá ver o modelo novo com giroflex liga se não tem nada acontecendo? Que tal cuidar de quem anda pelo acostamento ou tá com aquela Kombi fumarenta todo amarrado de arame, fazendo lotação e atrapalhando a fluidez do trânsito. Ao invés de ficar revirando o carro dos outros pra achar uma droga de lâmpada queimada e dizer: Ahãaaaa!!! Como é que a gente vai fazer agora? Ahãaa!!! É a ponta que partiu!!! Bando de manés.

Isto não é uma corrente! Se você não colaborar, seu braço não vai cair, mas quando fizerem uma “cacaca” na frente do seu carro, lembre que você não colaborou.