Moro já saiu da audiência com Jair Bolsonaro e se transforma no quinto ministro já confirmado para o novo governo de um total de 15 ministérios no máximo. Até agora foram confirmados general Augusto Heleno, Onyx Lorenzoni, Paulo Guedes e Marcos Pontes.

“Fui convidado para assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública e aceitei”, escreveu Moro em nota oficial. Ele anunciou que terá que abandonar 22 anos de magistratura, mas está tranquilo e na prática dará “segmento aos avanços contra o crime e a corrupção”. Sobre a Lava Jato, Sérgio Moro, disse que “seguirá em Curitiba com uma equipe muito competente e capacidade para o trabalho”. Imediatamente Moro ficará afastado das audiências da sua antiga função e vai se dedicar agora somente ao governo Bolsonaro.