Os militares estarão presentes nos cargos públicos a partir de janeiro, quando assumem os novos deputados, senadores, governadores e o novo presidente do Brasil.

Dos 961 candidatos que disputaram as eleições, ao menos 8% se elegeram.  Nas suas bandeiras de campanha se sobressaíram temas como a segurança pública e o combate à corrupção. Todos eles estão a espera agora de que e ex-capitão reformado, Jair Bolsonaro faça sucesso em cima do professor petista, Fernando Haddad, desbancando o PT de mais uma posição importantíssima no cenário nacional.

No Paraná, dos 54 deputados estaduais, oito tem vínculos com a atividade de segurança: Delegado Francischini: 427.742 mil votos; Coronel Lee: 58.343 mil votos; Delegado Fernando: 36.937; Subtenente Everton: 13.047 mil; Delegado Rubens Recalcatti: 35.348 mil; Soldado Adriano José: 33.757 mil; Delegado Jacobos: 61.310 mil; Soldado Fruet: 35.231 mil. Ao todo são oito os integrantes da que será chamada de Bancada da Bala no Legislativo do Paraná. E entre os deputados federais eleitos pelo Paraná, destaca-se o Sargento Fahur, o mais votado do Estado com 314, 9 mil votos.