Um internamento de emergência e uma cirurgia para restaurar parte do intestino delgado que estava perfurado e retirada de uma hérnia inflamada. Foram estes os procedimentos a que se submeteu o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN). Esta é a segunda vez que o prefeito precisa de internamento hospitalar desde que assumiu o atual mandato. O primeiro foi em janeiro de 2017, tão logo assumiu o cargo. Naquela ocasião foi um problema pulmonar, resolvido depois de alguns dias de hospital.
As informações do boletim médico de Greca, dão conta de que os procedimentos foram bem sucedidos e ele se recupera bem. A cirurgia a que foi submetido durou perto de 3 horas. O internamento foi recomendado depois que o prefeito teve uma indisposição alimentar. Sua alta hospitalar ainda não pode ser prevista.