A TV Brasil, emissora pública, suspendeu um de seus programas mais antigos, o Sem Censura. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) em meio à intervenção da EBC (Empresa Brasil de Comunicação), administrada pelo governo federal já havia prometido até eliminar vários setores da imprensa oficial. A equipe foi avisada na terça-feira (29) sobre o cancelamento das edições ao vivo do programa de entrevistas, apresentado pela jornalista Vera Barroso.
A emissora, via assessoria, afirma que “o programa ao vivo foi interrompido na atual temporada, devendo ser reavaliado para a próxima grade junto com a nova programação”. A permanência do Sem Censura na nova grade, que deve estrear em 11 de março, ainda é incerta. O governo decidiu reestruturar a EBC, fazendo cortes e mudanças na TV Brasil. O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz, está sendo o responsável por coordenar a tarefa.
Em entrevista à Folha de São Paulo neste mês, o ministro disse que estuda uma fusão da grade de programação da TV Brasil e da TV NBR (agência oficial do governo). A junção é criticada por defensores do sistema de comunicação pública. Por enquanto, de acordo com a EBC, será mantida a exibição de programas já gravados.
A atração era produzida no Rio de Janeiro e estava no ar desde 1985, quando estreou pela TVE Brasil. Durante a campanha, Bolsonaro prometeu extinguir ou privatizar a emissora, jocosamente apelidada de “TV do Lula”, pois foi criada pelo ex-presidente petista em 2007.