Foto: Luis Macedo/Ag. Câmara

A bancada de esquerda na Câmara dos Deputados – formada pelos partidos PCdoB, PSOL, PT, PDT, PSB, PV e Rede – nunca foi tão pequena desde o início do século. A redução coincide com a provável eleição de um governo conservador. PPS e PHS não entram na conta porque, além dos trabalhistas PTB e PTC, são considerados de centro-direita. Até agora, haverá em 2019 apenas 139 deputados de esquerda na Câmara. Mas esse número poderá diminuir ainda mais. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O declínio já se verificou em 2014, quando foram eleitos 145 deputados federais dos seis partidos de esquerda. Em 2010 foram 180.

O PT é o maior partido da esquerda no Brasil, mas vem diminuindo na Câmara, desde 2010. Elegeu 88 em 2010, 69 em 2014 e 56 em 2018.

O PSL de Jair Bolsonaro elegeu apenas um deputado federal em 1998, em 2002, em 2010 e 2014. Só ficou fora em 2006. Este ano elegeu 52.