Chegou hoje (5/11) e fica até a semana que vem (12/11) a delegação da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, da Organização dos Estados Americanos – OEA. Ela vem para conferir oito estados brasileiros em suas áreas urbanas e rurais e para se reunir com autoridades federais de vários setores.

O convite foi do governo Temer e será recebido pelo ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, no Itamaraty. Há ainda conversas com especialistas na Procuradoria-Geral da República, Defensoria Pública da União, Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão e Supremo Tribunal Federal. O último compromisso será no Conselho Nacional dos Direitos Humanos.

As visitas serão em Minas Gerais, Maranhão, Roraima, Pará, Mato Grosso do Sul, Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro. Nestes estados tem encontro com integrantes de entidades de defesa dos direitos humanos e também dos governos federal, estadual e municipal.

A delegação é chefiada pela presidente da comissão, Margarette May Macaulay. No Brasil, os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Pedro Andrade em março deste ano, ainda sem solução foram mencionados em várias ocasiões. Em agosto, a comissão recomendou a adoção de medidas protetivas à família de Marielle e à viúva dela, Mônica

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, anunciou que, seguindo orientação da Procuradoria-Geral da República, o caso Marielle e Anderson passará a ser investigado pela Polícia Federal. A iniciativa gerou reações entre delegados da Polícia Civil, acusado de politização do processo. Informações da ABr (Foto: José Cruz)