Durante a campanha eleitoral muito se falou em intervenção militar no Brasil. Até uma intervenção federal no Rio de Janeiro acabou sendo considerada por muitos como uma intervenção militar. Mas como estamos de poderio bélico?

No ano passado, 2018, o Global Firepower foi muito criterioso e classificou as nações que possuem maior poder bélico de 136 países.

Os fatores de ranqueamento incluem localização geográfica, recursos naturais, contingente militar e poder econômico, entre outros. Mas não são levados em consideração a capacidade de produzir bomba atômica e a influência política. Países sem saídas ao mar também não são penalizadas por não terem uma força naval.

Confira a seguir os 50 países mais poderosos militarmente, segundo o estudo realizado no ano passado: ranking da Global Firepower