Deu no que todos já imaginavam. Pena reduzida pelo Tribunal de Justiça do Paraná e regime semiaberto para o ex-deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho.

Ele provocou o acidente que matou Gilmar Rafael Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida em maio de 2009. O ex-deputado estava bêbado e dirigia a 167 km/h. Sua carteira de habilitação estava com mais de 100 pontos por infrações diversas. Qualquer motorista comum, com 20 pontos tem sua carteira cassada.

O TRJ-PR ao reduzir a pena de Carli Filho para 7 anos, 4 meses e 20 dias de prisão, presenteou o autor do crime com regime semiaberto. A decisão foi dada pela Primeira Câmara Criminal.

Mas Carli Filho deve cumprir a pena em liberdade. Só vai usar uma tornozeleira eletrônica, como todo condenado bacana. Não há vaga para ele nas prisões, segundo informações Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR). O número de presos sentenciados no regime semiaberto é maior que o número de vagas. Então ele usará a tornozeleira.