O deputado Alberto Fraga (DEM-DF) disse hoje que a questão do desarmamento poderá ser colocada em votação na Câmara Federal ainda na próxima semana.

Ele estimou que há hoje no Brasil, em torno de 15 milhões de armas disponíveis para a população e defende um grande recadastramento, ajustando o porte já dentro das novas regras que poderão ser estabelecidas.

Hoje para possuir uma arma o cidadão precisa ter no mínimo 25 anos de idade, o que não deverá ser modificado a não ser para o caso de policiais e militares em geral.

Mas ele defende que a questão da “necessidade comprovada” que existe hoje seja reavaliada, pois o possível portador fica à mercê do interesse da autoridade que vai liberá-la.

Quer também ampliar o prazo de recadastramento que hoje é de 5, para 10 anos, dando maiores condições para que a Polícia Federal se equipe melhor para realizar o processo.

Os portadores terão que seguir as regras já estabelecidas de possuir curso de tiro, aptidão no manuseio, além de não ter antecedentes criminais.

Alberto Fraga defende o Porto de Arma Rural, porém restrito aos limites da propriedade e no caso de uso fora da área se configuraria com porte ilegal.

“Queremos que o porte seja mais rígido e limitar de 6 para 3 armas por proprietário”. Só não soube informar como será o controle do mercado paralelo, o que mais preocupa as autoridades.