A partir de sábado (10/11) os boletos vencidos poderão ser pagos em qualquer banco ou correspondente e não apenas no banco para o qual foram emitidos. Entra em vigor a Nova Plataforma de Cobrança (NPC), sistema desenvolvido pela Febraban em parceria com os bancos.

Além mais prático, o sistema fica mais seguro também. É o que garante a Febraban. O comprovante de pagamento será mais completo, mostrando todos os detalhes do boleto, com juros, multa, desconto e outros, bem como as informações do beneficiário e pagador.

O sistema já funciona desde 2016 e já vem dentro das normas fixadas pelo Banco Central. São obrigatórias informações como CPF ou CNPJ do emissora, data do vencimento e valor, além do nome e número de CPF ou CNPJ do pagador.
Tudo isso é importante para comprovar a veracidade dos documentos na hora do pagamento. Se os dados não coincidirem, o documento será resultado pela NPC. Isso acusa que o boleto pode ser falso.

Para migrar do modelo antigo de processamento, os bancos incluíram os boletos no novo sistema por etapas, de acordo com o valor a ser pago. Começou com boletos acima de R$ 50 mil e termina dia 10 de novembro com os boletos de cartões de crédito e doações.