O governador eleito do Paraná, Carlos Ratinho Massa (PSD) quer antecipar a transição de governo, inicialmente marcada para começar dia 3 de dezembro. No dia 29, um dia após o segundo turno, é a data ideal para Ratinho, conforme já manifestado a atual governadora Cida Borghetti. No contato feito na semana passada, o governador eleito solicitou também que o projeto das PPPs (Parcerias Público Privadas) seja encaminhado esta semana para a Assembleia Legislativa. Ratinho quer entrar no Palácio Iguaçu já podendo traçar seus primeiros passos na gestão de presídios e também na duplicação de estradas como a PR-323.

A PR-323 é a mesma que motivou a Polícia Federal realizar a Operação Piloto, da Lava Jato, investigando o envolvimento de funcionários públicos e funcionários com a Odebrecht, no favorecimento da licitação de suas obras. Nela foram envolvidos o ex-chefe de gabinete do ex-governador Beto Richa, que ocasionou a própria prisão do político derrotado nas últimas eleições, o empresário Jorge Theodócio Atherino e Tiago Correia Adriano Rocha, braço direito de Jorge e responsável por várias operações financeiras de empreendimentos do governo